Monthly Archives: Dezembro 2013

Expresso: Prendas para Belém em papel de parvo

No Expresso, generosidade de Natal do Balsas?, dão-se prendas a Belém e a São Bento. Nem que seja preciso inventá-las, bem inventadas, e embrulhá-las em papel de parvo jornalismo. Ora veja-se o exercício vergonhoso deste merdia, revelado no Câmara Corporativa.

 

No “top 11” do frete político

Escrever por encomenda costuma dar mau resultado. No seu vasto caderno de encargos, o Expresso tinha esta semana uma tarefa difícil: colocar o Presidente da República no top das pesquisas do Google em 2013, nem que para isso fosse necessário destronar… uma actriz porno.
O escriba até começou bem, no título, tal e qual lhe venderam.
Mas depois, no texto, descai-se e, afinal, Cavaco Silva cede o pódio de “o mais procurado” a Érica Fontes (!), sendo remetido para um modesto “sexto lugar”, atrás, por exemplo, de Cristiano Ronaldo. Que a bota (o texto) não bata com a perdigota (título) é coisa que, como sabemos, nunca incomodaria os intrépidos jornalistas do Expresso.
A encomenda tinha, porém, ainda um picante (ui, que excitação!) – demonstrar que Cavaco Silva é mais popular no Google que o alegado primeiro-ministro (deve ter havido festa de arromba na Casa Civil…). Só que, aqui, o coração do escriba falou mais alto: apesar de ficar atrás de Cavaco, Passos teria que permanecer no pódio. Vai daí, inventa-se um “top 11”, feito à medida de tão distinta figura.
Tanto pontapé na lógica em tão curto texto é obra!

Mudanças de Direcção nos Media

Mas, por “razões económicas e organizacionais”…

Fim de ano agitado nos merdia para directores e correlativos…

Muitas mudanças em curso e algumas já bem à vista.

Os accionistas separam-se de direcções falhadas e outras “incompatibilidades”. Em Lisboa e Porto, há vários processos em curso… seguindo modas que vêem de fora. Sigam-se, pois, também os ensinamentos que essas modas importadas nos dão.

Em Paris, onde  as merdias vão já mais avançadas (as modas e os bebés continuam a vir de Paris, com ou sem cegonha…), o director do ‘La Tribune’, Eric Walther, acaba de ser ‘desembarcado’, segundo o presidente do conselho de administração, “por razões económicas e organizacionais”. Esta “explicação” parece-me ser como um bem cortado (e bem cosido) vestidinho preto de boa seda numa mulher elegante: “cai” muito bem…

Portanto, meus senhores, aqui deixo a sugestão (e sem cobrar nada) para algumas administrações de merdia portugueses na hora da verdade para certos directores… Por exemplo, para a nova administração do grupo ex-Lusomundo, ex-Oliveira e etc., como dizer a João Marcelino que está ‘desembarcado’? Pois, por “razões económicas e organizacionais”…