TVI sai da CAEM, por polémicas merdições de audiências

O que hoje se lia no Correio da Manhã já deixava antever esta decisão. Pais do Amaral bem avisava que a merdição de audiências da Gfk, contratada pela CAEM sob a liderança do director-geral da SIC tinha levado a TVI a perder entre 5 e 10 milhões de euros de publicidade. A gota de água parece ser o facto de o CAEM se recusar a fazer uma auditoria às merdições, que têm sido vantajosas para o canal do Balsas. Claro está que a TVI não diz isto directamente, mas também é clara esta frase “[a CAEM] demonstrou não ter a capacidade para ser representativa de todos os interesses do mercado”…

TVI abandona CAEM

“A CAEM deixou de estar em condições para ser um instrumento de autorregulação deste mercado”, afirma a TVI

A TVI decidiu hoje abandonar a CAEM. “A o ignorar os pedidos da TVI e da RTP de realização de uma auditoria final ao funcionamento do serviço de audimetria prestado pela GfK, (a CAEM) actuou de uma forma contrária à prossecução do seu fim social, conforme delimitado pelos respetivos estatutos e demonstrou não ter a capacidade para ser representativa de todos os interesses do mercado”, justifica a estação da Media Capital.

Esta decisão surge após o órgão que junta as agências, operadores e anunciantes ter decidido, no final de Abril, recusar o recurso os pedidos de auditoria da TVI e da RTP sobre o sistema de medição de audiências que entrou em vigor em Março de 2012.

“A CAEM deixou de estar em condições para ser um instrumento de autorregulação deste mercado”, afirma a TVI. A estação lembra que ao recusar este pedido de auditoria a CAEM recusa atender ao pedido de duas estações que, em conjunto, representam “a maioria das audiências televisivas em Portugal, metade do valor do mercado de publicidade em televisão e suportam 44.5% do custo total do serviço a auditar”.

O custo da auditoria seria suportado apenas pelas duas estações

Esta decisão foi tomada um dia antes de a presidência da Comissão de Análise e Estudos de Meios ser assumida por António Casanova, vice-presidente da APAN, em representação da Unilever-Jerónimo Martins e será certamente um dos temas a discutir na assembleia-geral de amanhã.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: