Balsemão sai de cena…

Balsas revela uma vez mais ser a versão portuguesa de Murdoch. Terá sido o exemplo deste a originar a decisão de sair de cena para evitar males maiores?

Percebeu finalmente o estado de merdia a que fez chegar o grupo Impresa e que de nada adianta gritar a todos os ventos, usando as suas armas merdiáticas SIC, Expresso e Visão para travar o surgimento de um novo concorrente.

Já aqui o disse inúmeras vezes que Balsemão não sabe gerir, e muito menos o saberia fazer em concorrência real. E é isso que vai surgir de mais uma TV privada. Perderá Balsemão mas ganha o pluralismo dos media em Portugal.

Incapaz de travar a mudança, sai de cena Balsas e passa a liderança previsivelmente ao número dois, Pedro Norton, que terá de impedir a morte do grupo. Se não o fizer será Norton o rosto da desgraça…

Mas continua nos bastidores a controlar o grupo. Deixa no entanto de dar a cara e isso pode bastar para levar a aparentes mudanças e tornar assim mais simpática a Impresa, que, na guerra desenfreada para parar a privatização da RTP, tem disparado para todo o lado e gerado um ambiente hostil, em particular junto do governo.

Não se pense contudo que o grupo de merdia de Balsas vai parar. Nos bastidores é onde Balsas se sente bem, pode deixar de ser o rosto da gestão, ceder mesmo a execução da mesma, mas as linhas mestras de utilização dos seus merdia para servir interesses particulares vão manter-se.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: