Crespo censurado por patrão Balsemão

Mário Crespo foi “despedido” do Expresso por quem lhe dá trabalho na SIC. Este sábado assinou a última crónica no semanário por a direcção não admitir quer alguém lá escreva a falar mal  do próprio jornal. Um belo exemplo de liberdade de expressão à moda de Balsemão. Um caso de merdia que mais que justifica agora , à semelhança do caso Rosa Mendes (curiosamente na génese desta bronca), um inquérito parlamentar. Nem que seja pelo prazer de ouvir os Balsemão dizer, com ar sério, uns disparates sobre a sacra defesa da pluralidade e, nunca é demais ouvir também, sobre a mais que repetida lembrança de que o Expresso até o criticou quando era primeiro-ministro. Mas sério seria que, nesse caso, lembrasse Carreira Bom, corrido do Expresso porque o Balsas não gostou… de uma crónica.

Diz o  ‘Expresso’, que a crónica de Crespo contém “conclusões falsas e injuriosas para o jornal” e que a sua atitude “revela má-fé e configura uma deslealdade surpreendente”. Por isso, vai de acabar com as crónicas, depois de ainda terem tentado que o artigo fosse alterado:

No artigo de opinião, Mário Crespo criticava o semanário por não ter cumprido, face a uma acusação de Miguel Sousa Tavares publicada no mesmo jornal, “o ‘Dever de Resposta’ a que Luís Marinho tinha direito”, que, “entre gente de bem, nunca poderá ser confundido com uma imposição jurídica. É uma obrigação editorial. Sem ela, um jornal de referência transforma-se num blogue de maledicências e arruaça”.

Crespo acusava ainda Sousa Tavares de ter “vilipendiado” Marinho “por indemonstráveis acusações referentes a um episódio que, a ter acontecido, perdeu significado e contexto em oito anos de bizarro silêncio”. E acrescentava que Luís Marinho foi alvo de “uma estranha acusação feita com grande destaque”, e que a sua resposta foi “remetida para uma remota secção de ‘Cartas do Leitor’ onde recebeu um palavroso contra-ataque”.

Caso insólito de despedimento publicado, o Expresso fez sair o tal artigo “falso e injurioso”, mas acompanhado de uma nota onde demitia Crespo. Uma prática reveladora do carácter de quem lidera o jornal. Não  é esta uma demonstração de  “deslealdade surpreendente”  com um colaborador?

Curioso é também, como nota Estrela Serrano, que a direcção do Expresso tenha feito “aquilo de que Luís Marinho é acusado: não gostou da crónica de Crespo em que este criticava o jornal, tentou convencê-lo a alterar o texto, o que Crespo recusou. O Expresso publicou a crónica mas deu por finda a colaboração de Crespo.

Marinho, director-geral da televisão pública, não gostou da crónica de Pedro Rosa Mendes  em que este criticava a empresa. A crónica foi publicada mas o programa acabou. (Como se sabe o assunto está em apreciação na Comissão Parlamentar e Marinho afirma que o fim do programa estava previsto. Mesmo assim, foi acusado de fazer “censura” depois de uma frustrada tentativa de politização do caso através de uma alegada intervenção do ministro Relvas)“.

E agora Crespo?

Mário Crespo devia saber já o que a casa onde trabalha gasta, e ter presente também  o caso idêntico enquanto cronista no Jornal de Notícias (JN) em 2010. Agora espera-se que tenha a coragem de fazer o mesmo  alarido pela liberdade de expressão… Ou será que se vai calar para não pôr em causa o ordenado que Balsemão lhe paga?

É evidente que o rumor de que Crespo quer ir para Washington como correspondente da RTP o torna agora alvo-fácil  de quem vê na defesa de Luís Marinho o interesse em ficar bem visto e ganhar um bilhete para o outro lado do Atlântico – caso de Miguel Sousa Tavares, que na resposta a esta polémica apenas disse “Washington a quanto obrigas!”.  Mas mesmo isto não pode ocultar a atitude de preversa censura do Expresso de Balsemão, que não só não é já há muito um jornal de referência, como não passa mesmo de um blogue de maledicências e arruaça.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: