Argentina proíbe anúncios de ofertas sexuais na Imprensa

Ora aqui está uma medida que, embora bem justificada, vai certamente retirar ânimo a alguns leitores… A Argentina vai proíbir os media de fazer publicidade a ofertas sexuais. A medida é justificada pela presidente Cristina Fernandéz de Kirchner para combater as redes de tráfico de pessoas.

Este é “um gigantesco passo na luta contra o tráfico de pessoas, contra a discriminação”, uma vez que a propaganda a ofertas sexuais, sobretudo nos jornais, “é um veículo para cometer o delito de tráfico de pessoas e uma profunda discriminação para a condição da mulher como tal”, defende a governante.

Cristina Fernandéz  acrescenta que a medida é também tomada “contra a hipocrisia” dos meios de comunicação que informam sobre o flagelo das redes de tráfico de seres humanos e, ao mesmo tempo, publicam “ofertas sexuais que lhes garantem grandes lucros”.

Claro está que se pode argumentar que casos há de anúncios que nada têm que ver com a gravíssima realidade do tráfico de pessoas, mas há situações em que – e a expressão não é a que aqui melhor se aplica se lida numa perspectiva religiosa – os justos têm de pagar pelo pecador, para evitar males maiores.

Ler aqui

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Luiz  On Dezembro 17, 2011 at 00:35

    O Estado sabe o que é melhor para o cidadão. Probir os anúnicos, proibir o fumo, proibir a liberdade de expressão, proibir isso e aquilo e tutelar o pensamento. Lamentável…proibe-se através de leis e normas o que vai continuar acontecendo às escondidas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: