China ameaça media estrangeiros

Agressões, ameaças, avisos de retirada de vistos a jornalistas estrangeiros, são alguns sinais alarmantes que vêm da China.

O regime de Pequim está preocupado com as revoltas contra estados totalitários e decidiu tomar medidas de força. Dezenas de correspondentes receberam já uma notificação da polícia chinesa a dizer que se continuarem com a cobertura “ilegal” de locais para onde alguns sites no exterior convocaram manifestações perderão os seus vistos.

A preocupação chinesa vai ao ponto de, por causa da “revolução de jasmim” tunisina, em Janeiro, se ter proibido a pesquisa da palavra “jasmim” na Internet. Até porque os que agora contestam na China o regime fazem-no em “encontros de jasmim”.

Para poderem cobrir certas zonas da capital chinesa, os jornalistas têm agora de pedir autorização ao Governo com três dias úteis de antecedência, mas mesmo isso poderá não ser suficiente para chegar à informação: nas localidades onde estavam previstos “encontros do jasmim”, nos dois últimos fins-de-semana, centenas de polícias de farda e à civil impediram os jornalistas de captar imagens.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: