Eu contesto, tu contestas, ele contesta…

Alvo de contestação na SIC, Alcides Vieira, director de informação, decidiu que também merece contestar. E fez esse exercício, na Assembleia da República, em relação aos dados da ERC sobre o pluralismo político nos canais de televisão, que  são “meramente estatísticos” e podem inclusivamente ser “condicionadores da actividade jornalística” e gerar uma indesejável “uniformidade de oferta” noticiosa e uma “auto-censura dos próprios jornalistas”.

Mas Alcides Vieira foi ainda mais longe na contestação ao considerar que os critérios do regulador são “dificilmente aplicáveis à realidade” dos conteúdos informativos e podem “afectar negativamente” a “credibilidade” das empresas de media. E chegou mesmo a dizer que o relatório da ERC é um “perfeito disparate” – expressão que deve estar cansado de ouvir em Carnaxide da boca dos trabalhadores revoltados e que, por esta altura, também classificam o actual estado  do 3º canal como um “perfeito disparate”.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: